Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Grandes Eventos

Grandes Eventos

O primeiro grande evento aconteceu no dia 17 de outubro, no gigantinho e reuniu 10 mil mulheres. Esse evento marcou um novo momento na vida das mulheres trabalhadoras rurais e na sociedade gaúcha. A CEMTR se solidifica e aparece a organização autônoma das Margaridas.

O 2º encontro estadual de mulheres aconteceu em 1987 novamente no gigantinho com 25 mil mulheres. Neste evento reuniu-se um grande número de políticos deputados, estaduais e federais bem como instituições que prestigiaram o evento. A maior reivindicação inclusão da aposentadoria da trabalhadora rural por idade, direito á salário maternidade e auxílio natalidade, auxílio reclusão, auxílio doença. Entre as maiores conquistas. Este evento já aconteceu em 08 de março.

Em 1988 acontece o 1º seminário nacional de mulheres trabalhadoras rurais, no mês de julho.

Em 1989 o 1º encontro interestadual de região Sul, em Mato Grosso, tendo como temática: Dificuldades enfrentadas para a organização das mulheres no MSTTR.

A realização do II seminário nacional das mulheres trabalhadoras rurais, onde se discutiu fundamentalmente estratégias de regulamentação da nova constituição.

O ano culminou com o II encontro estadual de mulheres trabalhadoras rurais, no Gigantinho com mais de 30 mil mulheres.

A organização, a força e visibilidade da trabalhadora rural estavam no auge.

Em 1994 aconteceu o 1º encontro das mulheres dirigentes sindicais.

Em 96 aconteceu o 4º. Encontro estadual de mulheres trabalhadoras rurais, na praça da matriz no dia 8 de março. Também o II encontro de mulheres dirigentes sindicais.

Em 1997 acontece a primeira plenária nacional das mulheres, tendo com o tema fundamental “Se a trabalhadora rural, não há desenvolvimento Rural” e discussão sobre cotas para as mulheres no MSTTR. A política de cota 30% no mínimo de mulheres nas diretorias de todas as entidades e instâncias do MSTTR foi aprovada e começou a ser internalizado pelo movimento.

Em 1998 houve o lançamento da revista das mulheres. Estamos hoje no décimo primeiro ano.

Em 2000 aconteceu o V encontro estadual de mulheres trabalhadoras rurais, com a participação de 20 mil mulheres.

A terceira marcha das margaridas aconteceu no ano de 2007 com a participação de mais de 30.000 mulheres de todo o país, inclusive com delegações internacionais. Os dias 21 e 22 de agosto de 2007 ficaram na história do movimento sindical brasileiro justamente pela organização e participação das mulheres. Na oportunidade 600 mulheres gaúchas participaram da marcha das margaridas em Brasília inclusive nas negociações da pauta de reivindicações nos ministérios

 Eventos realizados em 2012 

Retrospectiva

A Comissão Estadual de Mulheres destacou seu trabalho realizado em 2012, avaliando os diversos seminários realizados nas regionais com o objetivo de trabalhar a Sindicalização das Mulheres constatando que não chega a 50% de mulheres sócias em diversas regionais. A preparação e a participação da Plenária Nacional nas regionais que teve como culminância a participação de 22 coordenadoras regionais em Brasília. Tiveram grande destaque as mobilizações do 08 de março, com o lançamento da Revista das Mulheres que foi explorada nos diversos trabalhos realizados nas comunidades sendo que envolveram em torno de 60.000 mil mulheres em encontros municipais, intermunicipais, regionais e inter-regionais, que na sua grande maioria discutiram o tema Saúde, autoestima, valorização da mulher, tendo sempre presente a divulgação do SUS. Se constatou ainda que as mulheres estão se envolvendo gradativamente no movimento sindical, ocupando seus espaços na diretoria, bem como buscando o espaço na política. Ponto alto desta reunião foi o debate realizado entre as participantes, sobre o Papel da Mulher na Política, onde foram feitos esclarecimentos de como surgiu a política e a importância dela na nossa vida, destacando a participação das mulheres no pleito de 2012, debate este conduzido pela ex-assessora da Fetag, Sonilda Pereira.

Se propõe para 2013, trabalhar a formação, através de seminários de mulheres dirigentes, cursos de comunicação e expressão, fitoterápicos, elaboração da revista para 2014, criação de comissões municipais de mulheres nos sindicatos onde não tem, sucessão rural, sindicalização, violência e saúde.

Plenária Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais

Foi realizado no final de outubro na cidades de Luiziania-GO   ra

OBJETIVOS:

• Analisar o cenário político nacional e a atuação das mulheres trabalhadoras rurais nos processos de desenvolvimento rural sustentável e solidário.

• Debater as políticas públicas para as mulheres trabalhadoras rurais e propor estratégias para avançar no

processo de construção de políticas públicas e controle social

 

• Analisar o contexto atual do sindicalismo rural, com ênfase nos desafi os atuais e na participação e organização das mulheres.

• Debater e elaborar proposições para subsidiar a participação nas Plenárias regionais e estaduais e no 11°Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

CARÁTER: 

político, avaliativo e propositivo para o 11º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras

Rurais.

• A 5ª PNMTR não tem caráter deliberativo. A sua fi nalidade é avaliar, propor e articular as mulheres trabalhadoras rurais para sua participação nas Plenárias Estaduais e no 11º CNTTR.