Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Informativo

INFORMATIVO N° 1.220

Informativo Fetag e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais// Um programa da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul e dos 316 Sindicatos filiados.// Transmitido em todo o Estado com informações para o trabalhador e a trabalhadora rural./

A VOZ DA FETAG/
www.fetagrs.org.br

1) REFORMA PREVIDENCIÁRIA, IMPORTAÇÃO DE LEITE E ROTEIROS REGIONAIS/
A possibilidade do governo retomar a Reforma da Previdência Social, a volta das importações de leite do Uruguai, os roteiros regionais são os temas da entrevista com o presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva.

2) AGROINDÚSTRIAS SE PREPARAM PARA FEIRAS EM 2018/
O assessor de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG, Jocimar Rabaioli, fala sobre as inscrições das feiras Expodireto Cotrijal e Expoagro Afubra, bem como sobre a expectativa da realização da VI Feira da Agricultura Familiar Sabor Gaúcho, que acontece de 31 de janeiro a 4 de fevereiro em Torres.///

AS NOTÍCIAS DA FETAG TAMBÉM ESTÃO NO FACEBOOK/
Quando você abrir a sua página no Facebook, na coluna à esquerda, bem abaixo, tem um link chamado PÁGINAS./ Clique ali e em seguida digite a palavra FETAG-RS que a nossa página no Facebook irá se abrir./ A finalidade é usar essa nova ferramenta de comunicação das redes sociais e fazer chegar ao movimento sindical as notícias da Federação./ Não perca tempo e curta a nossa página!///

AGRICULTURA FAMILIAR EM EVIDÊNCIA NO CANAL RURAL/
A FETAG, em parceria com o SENAR, está veiculando programas de TV intitulados Agricultura Familiar em Evidência, que vão ao ar pelo Canal Rural todas as terças e quintas-feiras à 6h45min./ Eles apresentam a realidade da agricultura familiar do Estado, trazendo experiências positivas e casos de sucesso, com o objetivo de potencializar as ações desenvolvidas no meio rural./ Nesta semana está no Canal Rural programa sobre Aposentados e Terceira Idade./
A seguir programas que podem ser baixados:

Programa sobre o Projeto Alto Camaquã 
- http://www.fetagrs.org.br/12-Programete-Projeto-Alto-Camaqua.mp4

Programa sobre o Programa Saúde na Pele
- http://www.fetagrs.org.br/10-Programete-ProtetorSolar.mp4

Programa sobre PAA e PNAE
-
  http://www.fetagrs.org.br/11-Programete-PAA-PNAE.mp4

Programa sobre o Crédito Fundiário
- http://www.fetagrs.org.br/9-Programete-Credito-Fundiario.mp4 ///

FETAG ENCERRA AMANHÃ OS ROTEIROS NAS REGIONAIS SINDICAIS/
A FETAG termina nesta sexta-feira, dia 10, o roteiro de reuniões com a participação de todas as suas 23 Regionais Sindicais, que iniciou no dia 1° de novembro com a Regional Quarta Colônia./ Direção e assessorias da Federação participam dos encontros, que têm como pauta diversos assuntos do movimento sindical, os quais foram levantados durante a última reunião de coordenadores realizada no dia 11 de outubro, na sede da FETAG, em Porto Alegre./
Dia 10 – Médio e Alto Uruguai; Missões I; Campos de Cima da Serra e Centro Serra e Vale do Rio Pardo.///

VOLTA DA IMPORTAÇÃO DE LEITE PREOCUPA FETAG/
O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, não se surpreendeu com a volta da importação de leite do Uruguai, pois sabia que ocorreria mais cedo ou mais tarde./ No governo brasileiro, conta Joel, o único que defendia a ideia da continuidade da suspensão era o ministro da Agricultura, Blairo Maggi./ Os demais preferem manter o mercado aberto para a comercialização de outros produtos em detrimento dos produtores de leite do RS e do Brasil./

Para Joel, esse fato, na verdade, não modifica em nada o que o Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (MSTTR) quer, ou seja, que o governo negocie a criação de cotas de importação de leite do Uruguai, a exemplo do que ocorre hoje com a Argentina, ou ainda que seja colocada em prática a sugestão do ministro Maggi: a retirada do leite do acordo do Mercosul./ “Uma dessas alternativas precisam ocorrer e nós temos que trabalhar para fortalecer isso./ A FETAG está pedindo apoio de deputados e senadores nestas questões para ganhar força e conseguir negociar com o Uruguai./ O momento é agora para a criação de cotas./ Então, vamos seguir pressionando e defendendo essa ideia”, justifica./

Ao mesmo tempo, o dirigente conta que na última terça-feira recebeu a informação do secretário Caio Rocha que o ministério fará compras de leite junto às cooperativas da agricultura familiar no valor aproximado de R$ 17 milhões./ Embora os recursos sejam insuficientes, Joel admite que ajudará um pouco para enxugar o mercado no Sul do Brasil./ “Esperamos que as aquisições governamentais se concretizem o mais rápido possível./ Inclusive a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) abriu licitação para compras de leite”, completou.///

RECURSOS PARA SUBVENÇÃO DO PRONAF TERÃO QUEDA DE 39%/
Uma das principais conquistas da agricultura familiar no país, o PRONAF, está ameaçado./ Após se reunir com o secretário Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, José Ricardo Roseno, na última terça-feira, em Brasília, o deputado Heitor Schuch saiu preocupado com a manutenção do programa no próximo ano./

Conforme o Orçamento da União para 2018 enviado pelo governo ao Congresso, os recursos para equalização dos juros nas diversas linhas de crédito terão uma queda de 39%, passando dos R$ 7,8 bilhões neste ano para R$ 4,8 bilhões./ “Na prática, essa medida vai significar menor capacidade do governo em manter a taxa de juros reduzida para a agricultura familiar, hoje o grande diferencial do programa”, critica Schuch, que é presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar do Congresso e esteve acompanho na audiência pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do RS, Tarcísio Minetto./

Hoje, os juros do Pronaf variam entre 2,5% e 5,5%./ “O governo está acabando com uma política pública histórica para os agricultores familiares que, sem taxas menores, não terão condições de acessar às linhas de crédito, tanto para custeio quanto investimento”, questiona Schuch./ “Vamos trabalhar contra essa medida dentro da Comissão Mista do Orçamento, para reverter esses números”.///

EXPOAGRO E EXPODIRETO SEGUEM COM INSCRIÇÕES ABERTAS/
A FETAG informa que seguem abertas até o dia 23 de novembro as inscrições para a Expodireto Cotrijal e Expoagro Afubra, que ocorrem em março./ A exemplo de anos anteriores, a Federação organiza a participação de associados de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais com empreendimentos de agroindústrias familiares, artesanatos e produtores de plantas e flores./

Conforme Jocimar Rabaioli, assessor de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG, a confirmação da inscrição nas feiras depende da aprovação da Comissão Organizadora e após homologada será disponibilizado para os sindicatos a lista dos aprovados./ Ele alerta que o envio incorreto de documentos prejudica a participação dos empreendimentos, inclusive por erro operacional no preenchimento da inscrição./ Jocimar diz ser fundamental que o responsável no sindicato, quando do preenchimento da ficha, conheça o regimento e observe o que está sendo solicitado./ Permanecendo dúvidas, entrar em contato com Departamento de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG.///

COMISSÃO DO LEITE CONVIDA EMBRAPA PARA DEBATER LINHAS DE ATUAÇÃO DE QUATRO UNIDADES/
A Comissão Estadual do Leite da FETAG se reunirá no dia 16 de novembro, a partir das 9h, na sede da entidade, em Porto Alegre./ A pauta, que se estende até as 16h, pela manhã vai debater com as quatro unidades da Embrapa as linhas de atuação de cada uma, além dos desafios e prioridades nas principais cadeias produtivas, territórios ou públicos no Estado (FETAG, previsão de espaço para interação com as Unidades da Embrapa)./ Ao final da manhã, os desdobramentos e encaminhamentos (acordo de cooperação, agenda de capacitação e estratégia para desdobramentos nos territórios)./

O diretor da FETAG, Pedrinho Signori, solicita às regionais que tragam propostas em relação à pesquisa e à própria programação./ À tarde está prevista discussão sobre as próximas ações da FETAG em relação à cadeia produtiva do leite, bem como temas de interesse da Política Agrícola, entre eles o Proagro.///

SUBCOMISSÃO DAS AGROINDÚSTRIAS TEM REUNIÃO NO DIA 17/
A Subcomissão das Agroindústrias Familiares irá se reunir na próxima sexta-feira, dia 17, às 9h, na Comunidade Santa Rita, em Estrela./ O deputado Elton Weber ressalta a importância do encontro, que vai tratar da Análise de Legislações Sanitárias e Regras de Fiscalização./ Os interessados podem confirmar presença através do e-mail elton.weber@al.rs.gov.br ou pelo telefone 51 3210-2440.///

ENCONTRO DE GÊNERO E GERAÇÃO MARCADO PARA DEZEMBRO/
A FETAG agendou para os dias 7 e 8 de dezembro o Encontro Estadual de Gênero e Geração no Hotel Palace de Rose, em Torres./ A direção da Federação convida um representante da Comissão Estadual de Aposentados, Jovens, Mulheres e um integrante da coordenação regional, com a respectiva assessoria. Regional./ A Federação lembra, ainda, que os representantes das comissões foram escolhidos a partir dos Encontros Regionais de Gênero e Geração, após o encontro realizado em maio de 2016./ Também é solicitado aos participantes que levem os encaminhamentos extraídos desses encontros, além da Vela da regional./

O Encontro de Gênero e Geração tem por objetivo aprofundar e solidificar o trabalho entre os jovens, as mulheres e os aposentados da agricultura familiar e da sua ação no Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais – MSTTR.///

SINAL ANALÓGICO VAI SER DELISGADO NA CAPITAL E EM 88 MUNICÍPIOS/
A FETAG lembra que no dia 31 de janeiro de 2018, o sinal analógico será desligado em Porto Alegre e outras 88 cidades no Rio Grande do Sul./ A partir desta data, só será possível assistir aos canais abertos com a TV digital./ Os principais benefícios são a qualidade de som e imagem./ As televisões em que aparecem um "A" de analógico durante a programação precisam ser substituídas ou instalado o conversor./

Mais de 430 mil Kits de TV Digital (Antena UHF, conversor digital e controle remoto) serão distribuídos gratuitamente no Rio Grande do Sul para beneficiários de programais sociais do governo federal./ Para ter direito ao kit, é necessário estar inscrito no Cadastro Único – CadÚnico – e a remuneração familiar não pode ser superior a três salários mínimos e ser beneficiário de algum dos seguintes programas:
Bolsa Família 2017; Minha Casa, Minha Vida; Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI); Bolsa Verde; Carteira do Idoso; Programa de Fomento às Atividades Produtivas; Programa Brasil Carinhoso; Pro Jovem Adolescente; Aposentadoria para Pessoa de Baixa Renda; Programa Nacional de Crédito Fundiário; Bolsa Estiagem; Programa Nacional de Reforma Agrária; Tarifa Social de Energia Elétrica./

O beneficiário pode solicitar o kit de duas formas:
1ª) Agendar pela internet no site www.sejadigital.com.br/kit;
2ª ) Pelo telefone 147; ou
3ª ) Se dirigir a um Centro de Referência de Assistência Social (Cras).///