Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Informativo

INFORMATIVO N° 1.221

Informativo Fetag e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais// Um programa da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul e dos 316 Sindicatos filiados.// Transmitido em todo o Estado com informações para o trabalhador e a trabalhadora rural./

A VOZ DA FETAG/
www.fetagrs.org.br

1) DIAGNÓSTICO DO ZONEAMENTO ECOLÓGICO-ECONÔMICO (ZEE)
O assessor de Política Agrícola e Meio Ambiente da FETAG, Guilherme Velten Júnior, explica o que é o Zoneamento, para que serve e por que os agricultores familiares devem participar das Oficinas de Diagnóstico do ZEE, que a Sema está realizando em vários municípios do Estado.///

2) AGROINDÚSTRIAS SE PREPARAM PARA FEIRAS EM 2018/
O assessor de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG, Jocimar Rabaioli, fala sobre as inscrições das feiras Expodireto Cotrijal e Expoagro Afubra, bem como sobre a expectativa da realização da VI Feira da Agricultura Familiar Sabor Gaúcho, que acontece de 31 de janeiro a 4 de fevereiro em Torres.///

AS NOTÍCIAS DA FETAG TAMBÉM ESTÃO NO FACEBOOK/
Quando você abrir a sua página no Facebook, na coluna à esquerda, bem abaixo, tem um link chamado PÁGINAS./ Clique ali e em seguida digite a palavra FETAG-RS que a nossa página no Facebook irá se abrir./ A finalidade é usar essa nova ferramenta de comunicação das redes sociais e fazer chegar ao movimento sindical as notícias da Federação./ Não perca tempo e curta a nossa página!///

AGRICULTURA FAMILIAR EM EVIDÊNCIA NO CANAL RURAL/
A FETAG, em parceria com o SENAR, está veiculando programas de TV intitulados Agricultura Familiar em Evidência, que vão ao ar pelo Canal Rural todas as terças e quintas-feiras à 6h45min./ Eles apresentam a realidade da agricultura familiar do Estado, trazendo experiências positivas e casos de sucesso, com o objetivo de potencializar as ações desenvolvidas no meio rural./ Nesta semana está no Canal Rural programa sobre Aposentados e Terceira Idade./
A seguir programas que podem ser baixados:

Programa sobre o Projeto Alto Camaquã 
- http://www.fetagrs.org.br/12-Programete-Projeto-Alto-Camaqua.mp4

Programa sobre o Programa Saúde na Pele 
- http://www.fetagrs.org.br/10-Programete-ProtetorSolar.mp4

Programa sobre PAA e PNAE
 http://www.fetagrs.org.br/11-Programete-PAA-PNAE.mp4

Programa sobre o Crédito Fundiário
-
 http://www.fetagrs.org.br/9-Programete-Credito-Fundiario.mp4 ///

PARLASUL: SCHUCH DEFENDE REVISÃO DE ACORDOS DE COMERCIALIZAÇÃO/
O deputado Heitor Schuch esteve ontem (13) no Uruguai participando da reunião do Parlamento do Mercosul (Parlasul), em Montevidéu./ Único gaúcho no grupo, o parlamentar foi empossado membro titular da Comissão de Infraestrutura, Agricultura e Pecuária./ Como primeira ação, Schuch defendeu a inclusão na pauta de discussões a necessidade de revisão de alguns acordos de comercialização dentro do bloco, que estão causando prejuízos econômicos a diversos setores, como por exemplo, a agricultura./

O deputado apresentou o documento elaborado pela FETAG/RS e outras entidades do setor agropecuário, apontando as perdas contabilizadas pelos produtores de leite, arroz, vinho e trigo gaúchos com a concorrência dos países vizinhos./ "O governo brasileiro e o próprio Congresso estão dando pouco valor a este importante fórum, um espaço valioso de debate sobre as questões relativas a todos os países", avalia Schuch./

Na próxima reunião do Parlasul, marcada para o dia 11 de dezembro, o deputado espera que a questão da comercialização de produtos agropecuários entre na ordem do dia, especialmente quanto a criação de cotas de importação de leite entre Brasil e Uruguai no limite de 3 mil toneladas/mês.///

COMISSÃO DO LEITE CONVIDA EMBRAPA PARA DEBATER LINHAS DE ATUAÇÃO DE QUATRO UNIDADES/
A Comissão Estadual do Leite da FETAG se reunirá no dia 16 de novembro, a partir das 9h, na sede da entidade, em Porto Alegre./ A pauta, que se estende até as 16h, pela manhã vai debater com as quatro unidades da Embrapa as linhas de atuação de cada uma, além dos desafios e prioridades nas principais cadeias produtivas, territórios ou públicos no Estado (FETAG, previsão de espaço para interação com as Unidades da Embrapa)./

Ao final da manhã, os desdobramentos e encaminhamentos (acordo de cooperação, agenda de capacitação e estratégia para desdobramentos nos territórios)./ O diretor da FETAG, Pedrinho Signori, solicita às regionais que tragam propostas em relação à pesquisa e à própria programação./ À tarde está prevista discussão sobre as próximas ações da FETAG em relação à cadeia produtiva do leite, bem como temas de interesse da Política Agrícola, entre eles o Proagro.///

VOLTA DA IMPORTAÇÃO DE LEITE PREOCUPA FETAG/
O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, não se surpreendeu com a volta da importação de leite do Uruguai, pois sabia que ocorreria mais cedo ou mais tarde./ No governo brasileiro, conta Joel, o único que defendia a ideia da continuidade da suspensão era o ministro da Agricultura, Blairo Maggi./ Os demais preferem manter o mercado aberto para a comercialização de outros produtos em detrimento dos produtores de leite do RS e do Brasil./

Para Joel, esse fato, na verdade, não modifica em nada o que o Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (MSTTR) quer, ou seja, que o governo negocie a criação de cotas de importação de leite do Uruguai, a exemplo do que ocorre hoje com a Argentina, ou ainda que seja colocada em prática a sugestão do ministro Maggi: a retirada do leite do acordo do Mercosul./ “Uma dessas alternativas precisam ocorrer e nós temos que trabalhar para fortalecer isso./ A FETAG está pedindo apoio de deputados e senadores nestas questões para ganhar força e conseguir negociar com o Uruguai./ O momento é agora para a criação de cotas./ Então, vamos seguir pressionando e defendendo essa ideia”, justifica./

Ao mesmo tempo, o dirigente conta que na última terça-feira recebeu a informação do secretário Caio Rocha que o ministério fará compras de leite junto às cooperativas da agricultura familiar no valor aproximado de R$ 17 milhões./ Embora os recursos sejam insuficientes, Joel admite que ajudará um pouco para enxugar o mercado no Sul do Brasil./ “Esperamos que as aquisições governamentais se concretizem o mais rápido possível./ Inclusive a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) abriu licitação para compras de leite”, completou.///

EXPOAGRO E EXPODIRETO SEGUEM COM INSCRIÇÕES ABERTAS/
A FETAG informa que seguem abertas até o dia 23 de novembro as inscrições para a Expodireto Cotrijal e Expoagro Afubra, que ocorrem em março./ A exemplo de anos anteriores, a Federação organiza a participação de associados de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais com empreendimentos de agroindústrias familiares, artesanatos e produtores de plantas e flores./

Conforme Jocimar Rabaioli, assessor de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG, a confirmação da inscrição nas feiras depende da aprovação da Comissão Organizadora e após homologada será disponibilizado para os sindicatos a lista dos aprovados./ Ele alerta que o envio incorreto de documentos prejudica a participação dos empreendimentos, inclusive por erro operacional no preenchimento da inscrição./ Jocimar diz ser fundamental que o responsável no sindicato, quando do preenchimento da ficha, conheça o regimento e observe o que está sendo solicitado./ Permanecendo dúvidas, entrar em contato com Departamento de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG.///

SUBCOMISSÃO DAS AGROINDÚSTRIAS TEM REUNIÃO NO DIA 17/
Com o objetivo de destravar os gargalos e estimular a sobrevivência e o desenvolvimento de agroindústrias de pequeno porte por meio de modificações nas variadas legislações em vigor no País, a Subcomissão das Agroindústrias Familiares da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa encerra suas reuniões pelo Interior do Estado nesta sexta-feira, dia 17. O debate ocorrerá no Salão Comunitário da Comunidade Santa Rita, em Estrela./

Relator da subcomissão, o deputado Elton Weber disse que neste momento já foram colhidos subsídios suficientes para alteração de diversos aspectos da lei, como as exigências de infraestrutura e de controle de procedimentos no processamento dos produtos./ Além das oito reuniões realizadas desde 28 de agosto em Esteio, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Pinhal Grande, Bom Jesus, Santo Ângelo e Santo Antônio das Missões, um grupo técnico debate como avançar com as modificações na prática./

A previsão é de que o relatório final da subcomissão seja concluído até o dia 30 de novembro./ Posteriormente, as conclusões serão submetidas à aprovação da Comissão de Agricultura e encaminhadas aos órgãos competentes.///

ENCONTRO DE GÊNERO E GERAÇÃO MARCADO PARA DEZEMBRO/
A FETAG agendou para os dias 7 e 8 de dezembro o Encontro Estadual de Gênero e Geração no Hotel Palace de Rose, em Torres./ A direção da Federação convida um representante da Comissão Estadual de Aposentados, Jovens, Mulheres e um integrante da coordenação regional, com a respectiva assessoria. Regional./ A Federação lembra, ainda, que os representantes das comissões foram escolhidos a partir dos Encontros Regionais de Gênero e Geração, após o encontro realizado em maio de 2016./ Também é solicitado aos participantes que levem os encaminhamentos extraídos desses encontros, além da Vela da regional./ O Encontro de Gênero e Geração tem por objetivo aprofundar e solidificar o trabalho entre os jovens, as mulheres e os aposentados da agricultura familiar e da sua ação no Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais – MSTTR.///

SINAL ANALÓGICO VAI SER DELISGADO NA CAPITAL E EM 88 MUNICÍPIOS/
A FETAG lembra que no dia 31 de janeiro de 2018, o sinal analógico será desligado em Porto Alegre e outras 88 cidades no Rio Grande do Sul./ A partir desta data, só será possível assistir aos canais abertos com a TV digital./ Os principais benefícios são a qualidade de som e imagem./ As televisões em que aparecem um "A" de analógico durante a programação precisam ser substituídas ou instalado o conversor./

Mais de 430 mil Kits de TV Digital (Antena UHF, conversor digital e controle remoto) serão distribuídos gratuitamente no Rio Grande do Sul para beneficiários de programais sociais do governo federal./ Para ter direito ao kit, é necessário estar inscrito no Cadastro Único – CadÚnico – e a remuneração familiar não pode ser superior a três salários mínimos e ser beneficiário de algum dos seguintes programas:
Bolsa Família 2017; Minha Casa, Minha Vida; Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI); Bolsa Verde; Carteira do Idoso; Programa de Fomento às Atividades Produtivas; Programa Brasil Carinhoso; Pro Jovem Adolescente; Aposentadoria para Pessoa de Baixa Renda; Programa Nacional de Crédito Fundiário; Bolsa Estiagem; Programa Nacional de Reforma Agrária; Tarifa Social de Energia Elétrica./

O beneficiário pode solicitar o kit de duas formas:
1ª) Agendar pela internet no site www.sejadigital.com.br/kit;
2ª ) Pelo telefone 147; ou
3ª ) Se dirigir a um Centro de Referência de Assistência Social (Cras).///