Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Informativo

INFORMATIVO N° 1.248

Informativo Fetag e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais// Um programa da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul e dos 316 Sindicatos filiados.// Transmitido em todo o Estado com informações para o trabalhador e a trabalhadora rural./

A VOZ DA FETAG/
www.fetagrs.org.br
O Programa A Voz da FETAG, que é gravado no estúdio de rádio na sede da Federação, em Porto Alegre, traz notícias e entrevistas todas as semanas./ Ele pode ser acessado no site www.fetagrs.org.br / Confira as entrevistas da semana :/

1) 8 DE MARÇO – DIA INTERNACIONAL DA MULHER
A coordenadora de Mulheres da FETAG, Lérida Pivoto Pavanelo, fala do 8 de Março e das atividades que envolvem as mulheres trabalhadoras rurais ao longo do mês de março./

2) FETAG PRESENTE NA 19ª EXPODIRETO COTRIJAL
O presidente da Federação, Carlos Joel da Silva, se antecipou ao cerimonial da solenidade de abertura da Expodireto e entregou várias pautas da agricultura familiar ao ministro Eliseu Padilha./

3) CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO DO LEITE/
A FETAG, as Regionais Sindicais e os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais lançaram uma campanha de valorização do leite.///

AS NOTÍCIAS DA FETAG TAMBÉM ESTÃO NO FACEBOOK/
Curta a Página Oficial da FETAG-RS na rede social Facebook e tenha informações atualizadas sobre a Agricultura Familiar e o Movimento Sindical do estado e país. // Não perca tempo e curta a nossa página!///

FETAG REÚNE COMISSÃO ESTADUAL DE JOVENS/
A Comissão Estadual de Jovens Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (CEJTTR) da FETAG iniciou hoje (13) uma reunião para tratar de vários assuntos, entre os quais o Congresso Estadual da FETAG, que será realizado ao longo do mês de abril nas Regionais Sindicais, ENFOC (Escola Nacional de Formação da CONTAG) Jovem e Grito da Terra Brasil. A coordenadora estadual de Jovens, Diana Hahn Justo,  explicou que em função de vários questionamentos da CEJTTR sobre Política Agrícola, na reunião anterior, na parte da manhã o Departamento de Política Agrícola da FETAG está presente para sanar as dúvidas dos jovens nos mais diversos temas nesta área tão importante para o movimento sindical./ A programação encerra amanhã.///

6° SEMINÁRIO AGROINDUSTRIAL ACONTECE EM FLORES DA CUNHA/
O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha e Nova Pádua é uma das entidades promotoras da 9ª Mostra Flores e 6ª Feira Agroindustrial, que ocorre aos finais de semana (24/02 a 25/03), no Parque da Vindima Eloy Kunz, em Flores da Cunha./ Neste sábado (17) está programado o 6° Seminário Agroindustrial, que tem como tema Energias Renováveis e Legislação Ambiental, cujo objetivo é capacitar e orientar os produtores através de palestras./ O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, falará sobre Políticas Públicas Agrícolas./

O presidente do STR, Olir Schiavenin, explica que a Feira Agroindustrial tem por objetivo fortalecer o setor agrário e contribuir para o aperfeiçoamento dos produtores rurais./ “Um evento bastante importante para o setor agrícola porque oferece capacitação e valorização da agricultura familiar, bem como proporciona a troca de experiências entre os agricultores, informações e exposições da tecnologia agrícola, além da comercialização de produtos das agroindústrias”, observa./

No domingo, estão programadas atividades voltadas para o produtor rural, mas que contemplam também o público em geral./ Nesses dias será possível conhecer lançamentos e novidades do setor agrário e também comprar produtos diferenciados na Feira Agroindustrial, onde agroindústrias de cinco municípios estarão expondo geleias, sucos, doces, entre outras ofertas.///

AGRICULTURA FAMILIAR FATURA UM MILHÃO NA EXPODIRETO/
Com um total de vendas no valor de R$ 1.089,938,47, o que representa um acréscimo de 4,25 % em relação ao ano passado, a 19ª Expodireto Cotrijal, que há 11 anos abriga a agricultura familiar, foi considerada, mais uma vez, como fundamental para a consolidação das agroindústrias e dos demais empreendimentos organizados pela FETAG em Não-Me-Toque./ O Pavilhão da Agricultura Familiar abrigou 195 empreendimentos, distribuídos em 182 estandes, dos quais 162 organizados pela FETAG. Um total de 112 municípios estavam representados por 182 bancas, sendo 122 agroindústrias e 60 artesanatos, plantas e flores./

O assessor de Política Agrícola e Agroindústrias da FETAG, Jocimar Rabaioli, disse que a Expodireto é importantíssima como alternativa estratégica de desenvolvimento para centenas de famílias, que na feira têm a oportunidade de falar das particularidades de seus produtos./ “O grande diferencial das feiras que organizamos é que em nenhuma rede de supermercados o consumidor tem a chance de degustar produtos de qualidade que vai levar para casa”, completou Rabaioli.///

PARLASUL APROVA CRIAÇÃO DE FÓRUM ESPECÍFICO PARA AGROPECUÁRIA/
O presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, deputado Heitor Schuch, esteve ontem (12) em Montevidéu, onde participou da reunião do Parlamento do Mercosul (Parlasul)./ Um dos primeiros encaminhamentos foi a decisão da criação de um fórum específico para agricultura e pecuária./ Schuch seguiu o debate sobre o leite e a necessidade de imposição de salvaguardas para os produtores nacionais./ “Sei que é um tema espinhoso para os demais países do bloco e também para a área econômica do governo brasileiro, mas é impossível que um assunto dessa importância fique de fora das discussões./ A cadeia leiteira gaúcha agoniza”, afirma Schuch./

O deputado defende a implantação de um sistema de cotas para a importação de leite do Uruguai no limite de 3 mil toneladas, incluindo leite em pó, soros em pó e queijos./ E lembra que somente no Estado, dos 479 mil estabelecimentos rurais existentes, 198,4 mil são produtores de leite e destes 84,1 mil produzem comercialmente, caracterizando-se em sua absoluta maioria como agricultores familiares, com uma área de terra média de 19 hectares.///

FETAG FAZ CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO DO LEITE/
Leite Gaúcho de Qualidade, Beba com Tranquilidade./ Esse é o tema da campanha que a FETAG e os seus 316 Sindicatos dos Trabalhadores Rurais estão promovendo em todo o Estado para atender uma demanda da Comissão Estadual do Leite e dos 23 coordenadores da Regionais Sindicais, que sentiram a necessidade de fazer uma ampla campanha de divulgação do leite – produto do agricultor – e tranquilizar o consumidor quando o adquire no comércio./ O lançamento ocorreu no final de fevereiro durante reunião da diretoria efetiva, Conselho Fiscal, coordenadores e assessores regionais da Federação./

O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, lembra que diante de todas as manchetes negativas do leite ao longo do ano passado, a Federação e o conjunto do movimento sindical entendeu a necessidade de promover uma campanha de valorização./ “Todos os problemas que houve com o leite nunca estiveram relacionados de forma direta ao produtor./ A fiscalização existente garante que o produto gaúcho é fiscalizado, inclusive mais do que em outros estados, fato que por si só comprova sua qualidade”, justifica./

Ao mesmo tempo, Pedrinho Signori, secretário-geral da FETAG e presidente do Conselho Estadual do Leite (Conseleite), comemora o aumento no preço de referência do leite, o qual ficou em R$ 0,9493, o que representa 1,98% acima do consolidado em janeiro./ Pedrinho acredita que a campanha vai aumentar a demanda por consumo e fazer com que os produtores se mantenham em suas atividades.///

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É REAJUSTADA/
A Contribuição Sindical dos Agricultores e Agricultoras Familiares teve seu valor reajustado no início de 2018. / Previsto no art. 149 da Constituição Federal, na CLT (artigos 578 e seguintes) e no Decreto-lei 1166/71, a Contribuição Sindical é amparada legalmente, sendo que cada categoria contribui para o seu sindicato – dessa forma, os trabalhadores rurais também se enquadram nesta legislação. /

A Contribuição Sindical dos(as) Agricultores(as) Familiares é realizada para o Sistema Confederativo – CONTAG – FETAG e Sindicato dos Trabalhadores Rurais./ Ela é devida por toda a categoria, trabalhadores(as) ou empregados(as). / Ou seja, todos aqueles que são trabalhadores rurais e não possuem empregados e exercem a atividade rural, individualmente ou em regime de economia familiar, sendo proprietário, arrendatário, parceiro, meeiro ou comodatário./

Para a tesoureira geral da FETAG-RS, Elisete Hintz, a Contribuição Sindical é uma das formas de manter o Movimento Sindical atuante, forte e em constante luta para assegurar o direito dos agricultores familiares./ Elisete reitera que embora a Contribuição seja facultativa, é uma obrigação dos agricultores(as), pois quando da conquista de um benefício para a classe todos recebem as melhorias./
O valor da Contribuição Sindical da Agricultura Familiar referente ao exercício 2018 é de R$ 33,00 (trinta e três reais) por membro do grupo familiar. ///