Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Informativo

INFORMATIVO N° 1.296

Informativo Fetag e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais// Um programa da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul e dos 316 Sindicatos filiados.// Transmitido em todo o Estado com informações para o trabalhador e a trabalhadora rural./

A VOZ DA FETAG/
www.fetagrs.org.br

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE BIOMAS/
A partir de amanhã (12) vamos disponibilizar o programa A Voz da FETAG sobre o Projeto de Recuperação de Biomas, que tem por objetivo a reposição florestal de 1 milhão de mudas nativas./
O vice-presidente da FETAG, Nestor Bonfanti, conta o que representa esse trabalho pioneiro que a Federação quer desenvolver em conjunto com as 23 Regionais Sindicais e seus Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, com a participação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e Corsan.///

AS NOTÍCIAS DA FETAG TAMBÉM ESTÃO NO FACEBOOK/
Curta a Página Oficial da FETAG-RS na rede social Facebook e tenha informações atualizadas sobre a Agricultura Familiar e o Movimento Sindical do estado e país. // Não perca tempo e curta a nossa página!///

“SEJA CIDADÃO. VALORIZE SEU VOTO!”
A FETAG lançou a campanha de Valorização do Voto às eleições em outubro./ A Federação e o conjunto do movimento sindical entendem que o voto é a chance concreta para exercer a cidadania./ Existe uma desilusão com a classe política, com os desmandos nos três poderes, a impunidade, a falta de respeito com o cidadão, os direitos e com o dinheiro público./

Diante deste contexto, a FETAG defende a participação cidadã de todos através do voto consciente, tendo em vista que anular o voto não tem nenhum efeito./ A Constituição Federal considera apenas os votos válidos para eleição de um candidato./ A ideia de que se metade dos eleitores votarem em branco ou nulo haverá outra eleição é mentira./ Pelo contrário, quanto menos votos válidos houver maior a possibilidade de um mau candidato se eleger./ Portanto, a FETAG acredita que não é possível se omitir e abdicar do direito legítimo de decidir o que queremos para o Brasil./ Seja Cidadão e Valorize seu Voto!///

FETAG SEGUE COM PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE BIOMAS/
A FETAG deu sequência hoje (11) em seu auditório, em Porto Alegre, ao  roteiro para apresentação às Regionais Litoral, Camaquã, Vale do Caí e Sinos Serra do Projeto de Recuperação de Biomas./ Ontem, a programação foi aberta com as Regionais Vale do Taquari e Serra do Alto Taquari, sendo que ela se estende até o dia 27, em Pinheiro Machado. Ao todo serão sete regiões do Estado com o envolvimento de todas as 23 Regionais Sindicais da Federação./

Na abertura, Nestor Bonfanti, vice-presidente da FETAG, disse que a finalidade do roteiro é mostrar o projeto, que tem por objetivo a reposição de um milhão de mudas de árvores nativas, das quais 600.000 mudas através do manejo dos remanescentes de vegetação nativa a partir de boas práticas no Bioma Pampa./ “Estamos lançando um trabalho pioneiro da Federação em parceria com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Corsan./ É fundamental que todos os sindicatos e os agricultores possam aderir. Hoje em dia, quando se trata de questões ambientais, geralmente os agricultores são vistos como destruidores, quando, na verdade, são os maiores preservadores, pois da terra tiram o sustento para a família./ Teremos a oportunidade de mostrar que além de preservar o meio ambiente ainda contribuiremos com o plantio de árvores e o manejo de campo. Enfim, um projeto alternativo que se encaixa perfeitamente com a política da FETAG e suas regionais”, justifica./

O assessor de Política Agrícola Meio Ambiente da FETAG, Guilherme Velten Júnior, explica que após o roteiro está previsto um trabalho de capacitação para funcionários, enfocando a abordagem sobre o projeto, a forma de preencher os formulários e a operação do sistema, que será simplificado e compatível com o Cadastro Ambiental Rural – CAR./ “O mais importante de tudo não é o plantio das mudas ou o manejo, mas sim o retorno que o agricultor terá ao aderir ao projeto, que consiste na preservação via manejo sustentável sem perder o rendimento financeiro. Além disso, receberá R$ 1,00 por muda plantada e com isso mostrará à sociedade que ele não é o vilão do meio ambiente, conforme percepção criada ao longo do tempo, que acaba por penalizá-lo”, observa.///

PNCF: COMISSÃO DE POLÍTICA AGRÁRIA REALIZA CAPACITAÇÃO/
A Comissão Estadual de Política Agrária da FETAG agendou para o dia 14 de setembro uma programação de Capacitação de Crédito Fundiário, das 9h às 17h, na sede da Federação, em Porto Alegre./ A pauta já foi definida e vai tratar sobre os seguintes assuntos:
- Definições e estratégias do MSTTR para a retomada do Programa Nacional de Crédito Fundiário – PNCF;
- Capacitação técnica com equipe da Unidade Técnica Estadual (UTE/RS) e Subsecretaria de Reordenamento Agrário/SRA (SIGCF, Chek-list, Fluxo Operacional e Ater)./
Cada Regional Sindical deverá indicar a participação de um representante com experiência na operacionalização do PNCF para ser a referência-multiplicador na regional, na retomada do programa./ A FETAG solicita que a indicação seja feita até o dia 12 de setembro, através do e-mail: politicaagricola@fetagrs.org.br. ///

CEASA PARTICIPA DE REUNIÃO NA FETAG NO DIA 18/09
No dia 18 de setembro está marcada uma reunião da Comissão Estadual de Hortifrutigranjeiros da FETAG, a partir das 9h, na sede da Federação, em Porto Alegre./ A direção da Ceasa confirmou presença, oportunidade em que fará esclarecimentos sobre a aplicabilidade da Instrução Normativa N° 02, que diz respeito à  cadeia de produtos vegetais frescos e importados, quando destinadas ao consumo humano./ Também será apresentado o funcionamento da Ceasa./ As confirmações devem ser feitas até o dia 11 de setembro pelo e-mail secretaria@fetagrs.org ///

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É REAJUSTADA/
A Contribuição Sindical dos Agricultores e Agricultoras Familiares teve seu valor reajustado no início de 2018. / Previsto no art. 149 da Constituição Federal, na CLT (artigos 578 e seguintes) e no Decreto-lei 1166/71, a Contribuição Sindical é amparada legalmente, sendo que cada categoria contribui para o seu sindicato – dessa forma, os trabalhadores rurais também se enquadram nesta legislação./

A Contribuição Sindical dos(as) Agricultores(as) Familiares é realizada para o Sistema Confederativo – CONTAG – FETAG e Sindicato dos Trabalhadores Rurais./ Ela é devida por toda a categoria, trabalhadores(as) ou empregados(as). / Ou seja, todos aqueles que são trabalhadores rurais e não possuem empregados e exercem a atividade rural, individualmente ou em regime de economia familiar, sendo proprietário, arrendatário, parceiro, meeiro ou comodatário./

Para a tesoureira geral da FETAG-RS, Elisete Hintz, a Contribuição Sindical é uma das formas de manter o Movimento Sindical atuante, forte e em constante luta para assegurar o direito dos agricultores familiares./ Elisete reitera que embora a Contribuição seja facultativa, é uma obrigação dos agricultores(as), pois quando da conquista de um benefício para a classe todos recebem as melhorias./
O valor da Contribuição Sindical da Agricultura Familiar referente ao exercício 2018 é de R$ 33,00 (trinta e três reais) por membro do grupo familiar. ///