Federação dos Trabalhadores na agricultura no Rio Grande do Sul

Informativo

INFORMATIVO N° 1.339

Informativo Fetag e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais// Um programa da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul e dos 316 Sindicatos filiados.// Transmitido em todo o Estado com informações para o trabalhador e a trabalhadora rural./

A VOZ DA FETAG/
www.fetagrs.org.br

AS NOTÍCIAS DA FETAG TAMBÉM ESTÃO NO FACEBOOK/
Curta a Página Oficial da FETAG-RS na rede social Facebook e tenha informações atualizadas sobre a Agricultura Familiar e o Movimento Sindical do estado e país. // Não perca tempo e curta a nossa página!///
Assentados do RS contam experiências para o Brasil

 

ASSENTADOS DA REFORMA AGRÁRIA CONTAM SUAS EXPERIÊNCIAS/

 

A CONTAG inicia hoje (12) o Encontro Nacional sobre Reforma Agrária – Juventude Rural na Luta Pela Reforma Agrária – no Centro de Estudo Sindical Rural (Cesir), em Brasília./ O evento, que se estende até o dia 14, tem por objetivo avaliar a implementação das políticas de reforma agrária (acesso à terra, permanência e sucessão rural) e seus impactos na vida de jovens agricultores familiares, além de compartilhar experiências de organização social e econômica da juventude no meio rural./

A FETAG-RS participa com a diretora Diana Hahn Justo, coordenadora estadual da Juventude Rural, e os jovens assentados Edison Dreher, do Assentamento Corticeira (STR Cruz Alta); Natiéle Machado, do Assentamento Novo Arroio Grande (STR Arroio Grande) e Vitória Machado Roldão, assentada do crédito fundiário (STR Torres)./ Diana destaca as experiências desses jovens do Estado, que terão a oportunidade de contar, às 14h de hoje, para o resto do Brasil como estão vivendo e trabalhando nos assentamentos./ Ainda dentro da programação, ela vê como importante a Análise de Conjuntura, apresentada na abertura do encontro pelo diretor do DIEESE, Clemente Lúcio, bem como a visita à Câmara dos Deputados, marcada para amanhã./

JOEL ENTREGA PAUTA DA FETAG A RODRIGO MAIA/

 

Na luta contra “Nenhum Direito a menos” na reforma da Previdência Social, o presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, esteve no sábado (9), em Bento Gonçalves, onde se encontrou com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, oportunidade em que lhe entregou as propostas da FETAG para a reforma previdenciária./ Maia, que gravou um depoimento a Joel, afirmou que o governo está aberto às discussões e que com relação à idade de aposentadoria das mulheres afirmou que é possível mantê-la nos atuais 55 anos./

 

Quanto ao valor da contribuição para os rurais, Joel explicou que R$ 600,00 por família ainda é muito elevado, uma vez que muitos produtores ainda não alcançam esse valor para contribuição pela venda de sua produção, a qual teria que ser revista./ “Se esse valor é ruim para o Rio Grande do Sul, imaginem para o Norte ou Nordeste”, comparou. Maia observou que a contribuição também poderá ser revista e pediu uma proposta alternativa para negociação./

 

Joel revelou que o presidente da Câmara afirmou que todas as questões são fáceis de negociar e garantiu que não será o agricultor que terá que pagar a conta. Segundo Maia, a reforma terá que sair e vai atingir os que ganham bem, sendo esse o sentido da reforma./

 

Ao final da conversa, Maia pediu a Joel que vejam os pontos possíveis de manutenção e assim que for instalada a Comissão para discutir a reforma será marcada uma reunião para que a FETAG e CONTAG busquem a melhor saída para a agricultura familiar.///

 

FETAG PRESENTE NA 20ª EXPODIRETO COTRIJAL/

 

A Expodireto Cotrijal foi inaugurada ontem (11) e chega a sua 20ª edição./ A FETAG esteve representada pelo seu presidente Carlos Joel da Silva e pelo secretário-geral, Pedrinho Signori, num ambiente em que a agricultura familiar se consolida no pavilhão exclusivo para os empreendimentos, onde apresenta produtos de qualidade e procedência./ A Regional Alto Jacuí está ao lado da Federação na coordenação e organização do Pavilhão da Agricultura Familiar com os expositores ligados aos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais./

 

O evento atrai visitantes de inúmeros países e passam pelo parque cerca de 250 mil pessoas, ávidas por ver o que os mais de 500 expositores oferecem, nas áreas de máquinas e equipamentos agrícolas, produção vegetal, produção animal, agricultura familiar, meio ambiente, pesquisa e serviços voltados ao campo./

O Pavilhão da Agricultura Familiar está na sua 11ª edição e conta com 182 estandes, destes 142 serão com produtos de agroindústrias e 40 de artesanatos e flores. Mais de 116 municípios estão representados nesta edição./ No primeiro dia de vendas foram contabilizados R$ 119.019,00./ A participação da FETAG-RS é expressiva no pavilhão, pois segundo o secretário-geral e diretor de agroindústria da federação, Pedrinho Signori, 147 empreendimentos são vinculados aos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, por sinal o elo de organização da classe./


EXPOAGRO AFUBRA NA SEQUÊNCIA/

Logo após a realização da Expodireto Cotrijal, a Afubra realizará durante os dias 26, 27 e 28 de março a 19ª Expoagro Afubra no Parque Rincão Del Rey, em Rio Pardo./ A FETAG recebeu mais de 200 inscrições de empreendimentos da agricultura familiar, sendo que ao todo participarão 112 agroindústrias e 37 expositores de artesanato, plantas e flores.///

 

10ª MOSTRA FLORES E 7ª FEIRA AGROINDUSTRIAL ATÉ 24 DE MARÇO/

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha e Nova Pádua é uma das entidades promotoras da 10ª Mostra Flores e 7ª Feira Agroindustrial, que vai acontecer aos finais de semana entre os dias 9 a 24 de março, no Parque da Vindima Eloy Kunz, em Flores da Cunha./ O evento tem por finalidade fortalecer o setor agroindustrial e vinícola por meio da comercialização e divulgação em estandes, valorizando o setor agro na exposição./

O presidente do STR, Olir Schiavenin, destaca a consolidação destes eventos, tanto na participação de aproximadamente 15 agroindústrias familiares, que somam-se a outros 80 expositores de malhas, confecções, móveis, decoração, artesanato, flores e a própria feira agroindustrial, que conta com representantes de Flores da Cunha, Nova Pádua, Nova Roma do Sul, Antônio Prado e Ipê./ “Todos estarão lá para colocar seus produtos à disposição dos mais de 50 mil visitantes esperados em três finais de semana”, projeta./

Olir revela que a expectativa também é bastante positiva em relação ao 8° Seminário da Agroindústria, que vai ocorrer no dia 23 de março, com uma programação toda voltada aos agricultores familiares, com enfoques sobre comercialização e mercado, cujo objetivo é capacitar e orientar os produtores através de palestras./ E no mesmo final de semana ocorre, ainda, a exposição de tratores e equipamentos agrícolas com lançamentos e novidades do setor direcionadas ao desenvolvimento e renda dos pequenos produtores.///

WHATSAPP FACILITA COMUNICAÇÃO DE DOENÇAS EM ANIMAIS/
Em funcionamento desde outubro de 2018, o contato de Whatsapp do Departamento de Defesa Agropecuária (DDA), da Secretaria da Agricultura do RS, facilita a comunicação de produtores com o Serviço Veterinário Oficial./ A ferramenta foi adotada para tornar mais simples o comunicado de suspeitas de enfermidades e denúncias de descumprimento de normas sanitárias./ “Saber sobre suspeitas de doenças com maior rapidez contribui para seu controle”, afirma a coordenadora do Programa de Erradicação da Febre Aftosa, Grazziane Rigon./ Segundo ela, é garantido o sigilo sobre as mensagens enviadas e as eventuais suspeitas comunicadas são conferidas pelos fiscais agropecuários da região./

O ideal, conforme Grazziane, é gravar o contato (51) 98445-2033 no telefone celular para ter à mão sempre que necessário./ O serviço pode receber mensagens em texto, áudio e até fotos e vídeos com algum sintoma alterado nos rebanhos./ O presidente do Fundesa, Rogério Kerber, afirma que é importante a participação do produtor neste aspecto de comunicar as suspeitas./ “O Serviço Veterinário Oficial precisa saber se há alguma alteração na sanidade dos rebanhos para agir com brevidade evitar a disseminação de doenças”, explica.///

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É REAJUSTADA/

A Contribuição Sindical dos(as) Agricultores(as) Familiares é realizada para o Sistema Confederativo – CONTAG – FETAG e Sindicato dos Trabalhadores Rurais./ Ela é devida por toda a categoria, trabalhadores(as) ou empregados(as). / Ou seja, todos aqueles que são trabalhadores rurais e não possuem empregados e exercem a atividade rural, individualmente ou em regime de economia familiar, sendo proprietário, arrendatário, parceiro, meeiro ou comodatário./

Para a tesoureira-geral da FETAG-RS, Elisete Hintz, a Contribuição Sindical é uma das formas de manter o Movimento Sindical atuante, forte e em constante luta para assegurar o direito dos agricultores familiares./ Elisete reitera que embora a Contribuição seja facultativa, é uma obrigação dos agricultores(as), pois quando da conquista de um benefício para a classe todos recebem as melhorias./
O valor da Contribuição Sindical da Agricultura Familiar referente ao exercício 2019 é de R$ 34,00 (trinta e quatro reais) por membro do grupo familiar.///