NOTÍCIAS

Fumageira JTI atende a antigo pedido da Fetag-RS

A Fetag-RS e os produtores de fumo comemoram a iniciativa da empresa Japan Tobacco Internacional – JTI. Um pleito antigo da Federação no que tange a valorização do produtor, buscava a elevação do valor da arroba quando da qualidade superior do produto.

A JTI apresentou ontem (29) à Cadec (representação dos produtores) uma proposta inovadora para valorizar os produtores de tabaco integrados à empresa. A iniciativa cria uma nova classificação de fumo pela qualidade do produto, a B01 TOP. O fumo classificado esta linha pode chegar ao valor de R$ 395,00 a arroba.

Esta iniciativa valoriza o produtor integrado visto que a classificação do tabaco por qualidade incentiva os produtores a investir em melhores práticas agrícolas, resultando em um produto final superior. Além de fortalecendo a cadeia produtiva, esta iniciativa reconhece o valor do trabalho dos produtores de tabaco e contribui para a sustentabilidade da atividade.

Segundo o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, a tabela representa um avanço importante na valorização do trabalho dos produtores de tabaco.      “Este era um pedido antigo da Federação. Enquanto vemos empresas fazendo uma espécie de leilão na compra do fumo, tentando derrubar a Lei da compra de tabaco no galpão alegando inviabilidade, temos ações como a da JTI que trazem um alento aos produtores que estão trabalhando incansavelmente para manter a cadeia produtiva sustentável” finaliza o dirigente.

A orientação da Fetag-RS é que o produtor cumpra com o contrato estabelecido, entregando sua produção à empresa integrada.